Polícia Civil indicia Petrix e competidor poderá deixar BBB20

As acusações de assédio sexual que movimentaram os primeiros dias do Big Brother Brasil 20 (BBB20) e, claro, mobilizaram muitas pessoas nas redes sociais, devem realmente significar o fim da linha do ginasta Petrix Barbosa ainda esta semana.

Segundo o colunista Hugo Gloss, ele terá de deixar o programa após a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam/Jacarepaguá) entregar uma intimação no departamento jurídico da TV Globo.

Presente no paredão da semana, que ocorre nessa terça, ele teria que sair da casa até sexta-feira (7), prazo dado para prestar seu depoimento no caso de assédio às participantes.

A polícia afirma que caso ele seja tirado do jogo pelo público no paredão, poderá ser ouvido após a eliminação.

“Nenhum assédio será tolerado”, declarou a diretora-geral das delegacias da mulher, delegada Juliana Emerique. O inquérito para apurar as denúncias – entre eles, apertar os seios de uma participante e esfregar a genitália em outra – foi aberto na sexta-feira (31).

Nas últimas semanas, internautas acusaram o ginasta de ter assediado as sisteres Bianca e Flayslane. A hashtag “#PetrixExpulso” chegou a ficar dias entre os assuntos mais comentados do microblog.

Apesar da repercussão, a TV Globo decidiu pela permanência do ginasta, que ficou conhecido nacionalmente, justamente, após denunciar uma série de assédios sofridas por ele de um ex-técnico.

O primeiro caso a repercutir na casa do BBB foi no dia 24, quando durante uma das festas, Petrix segurou, apertou e balançou os seios da infuenciadora Bianca Andrade, conhecida como Boca Rosa. Na situação, chamada ao confessionário, ela negou ter se sentido desconfortável com o comportamento do atleta.

Já na madrugada de quinta-feira (30), Petrix voltou a ser criticado, dessa vez por esfregar as próprias partes íntimas na cabeça de Flayslane. No mesmo dia, ele foi advertido pela produção da casa, e pediu desculpas à participante, além de ter afirmado que refletiria sobre a situação.

“Desculpa Brasil se eu dancei demais, se eu rebolei demais, se eu brinquei demais. Tudo brincadeira, tudo um jogo, um personagem na noite. Eu gosto de brincar, me divertir e dançar”, comentou, falando ‘sozinho’.

Ainda na quinta, o apresentador Tiago Leifert tratou do assunto de forma breve e afirmou que “o Big Brother espera que essa advertência tenha efeito para que a gente preserve a boa convivência na casa”.

Outra polêmica
Além das acusações de assédio, Petrix também foi acusado de agressão a Pyong durante uma corrida para atender ao Big Fone. O hipnólogo caiu após ser atingido pelo ginasta. Além de perder a corrida, também machucou braço e joelho, mas a situação foi considerada “lance normal” pela produção do programa após “análise do VAR”. Caso de agressão também são passíveis de expulsão do jogo.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*