Vírus que mata todo tipo de câncer começa a ser testado em humanos

A Austrália vai começar a testar em humanos um vírus que pode matar todo tipo de câncer.

Curiosamente, trata-se de um vírus conhecido, o da varíola bovina, extinto há mais de 200 anos.

A empresa de biotecnologia australiana Imugene, que licenciou a inovação, projetou o novo vírus. Chamado CF33, ele reduziu tumores com sucesso em testes com camundongos e no início de 2020 será testado em pacientes com câncer de mama, melanoma, câncer de pulmão, bexiga, câncer de estômago e intestino.

Vírus inofensivo

O professor Yuman Fong, especialista dos EUA que projetou o vírus, disse que a varíola bovina é inofensiva em humanos e a misturou com vários outros vírus que os testes mostraram que poderiam matar o câncer.

O tratamento inovador fará com que os pacientes injetem o vírus diretamente em seus tumores, onde é esperado que infectem as células cancerígenas e as explodam.

Espera-se que o vírus alerte o sistema imunológico de que existem células cancerígenas no corpo e o levará a procurar e matar outras células doentes.

Os testes

Yuman Fong está na Austrália nesta semana para conhecer representantes da Imugene e planejar os ensaios clínicos.

Fong projetou o vírus no Hospital City of Hope, em Duarte, Califórnia, EUA.

O chamado “estudo da cesta”, que será realizado na Austrália e em outros países, vai registrar pacientes com câncer de mama triplo negativo, melanoma, câncer de pulmão, bexiga, câncer de estômago e intestino.

Os pesquisadores acreditam que isso mostrará onde o tratamento é mais eficaz mais rápido do que apenas testar em um tipo de câncer.

O professor Fong está esperançoso porque uma outros vírus mais específicos para matar o câncer já estão se mostrando eficazes no combate ao câncer em humanos.

Tipos de virus

Cientistas americanos transformaram o vírus que causa o resfriado comum em um tratamento para matar o câncer no cérebro – em alguns pacientes o câncer desapareceu por anos antes de retornar, em outros ele encolheu consideravelmente os tumores.

Uma forma modificada do vírus do herpes, ou herpes labial chamada Imlygic ou T-Vec, está sendo usada para tratar o melanoma.

Ela ajuda o sistema imunológico do corpo a reconhecer e destruir tumores e, em seguida, encontra outras células de melanoma por todo o corpo e as mata.

Imunoterapia

O professor associado do pesquisador australiano Tom John, do Instituto de Pesquisa de Câncer Olivia Newton John, testou recentemente outro tratamento contra vírus em combinação com a imunoterapia Keytruda em 11 pacientes com câncer de pulmão e 3 pacientes viram seus tumores reduzirem de tamanho.

“Houve evidências de que os vírus poderiam matar o câncer a partir do início dos anos 1900, quando as pessoas vacinadas contra a raiva tiveram seu câncer desaparecido e entraram em remissão”, disse o professor Fong.

Pesquisas anteriores usando vírus para matar câncer falharam porque os vírus usados eram muito tóxicos; outros tratamentos só conseguem lidar com câncer em células específicas, como pele ou tecido hepático.

“O problema era que, se você tornava o vírus tóxico o suficiente para matar o câncer, estava preocupado que também matasse o homem”, concluiu ele.

O professor Yuman Fong que projetou o vírus Foto: News360

O professor Yuman Fong que projetou o vírus Foto: News360

Com informações do News Australia


Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*