Cachorro morre ao ser transportado em bagageiro de ônibus

A Polícia Militar Ambiental de Itanhaém, litoral sul de São Paulo, aplicou multa de 6 mil reais a um passageiro que viajava de Goiânia para o litoral com um pitbull dentro do bagageiro de um ônibus e ao motorista que permitiu que o animal fosse transportado no compartimento, resultando em sua morte.

De acordo com o capitão Ricardo Bussotti, responsável pelo policiamento no local da ocorrência, na primeira parte da viagem, entre a Rodoviária de Goiânia e a de Santos, o animal estava devidamente alocado no compartimento de cargas, refrigerado e sem perigo de vida. Mas, na troca de ônibus, com destino a Itanhaém, o cão foi colocado em um compartimento sem ventilação. Quando o veículo chegou ao destino, o cachorro estava morto. Segundo Bussotti, a empresa do segundo ônibus não autorizava o transporte de animais e não possuía sistema de ventilação. O motorista, identificado apenas como Sérgio, chegou a orientar Gabriel, o passageiro, a não colocar o animal no local, mas acabou permitindo que o cão fosse transportado no espaço, afirmando que não se responsabilizaria por possíveis danos. No dia da ocorrência, a temperatura chegou a 33ºC.Após constatada a morte, o veículo e o cachorro passaram por perícia. O motorista e o passageiro foram liberados, mediante aplicação de multa e de Registro Digital de Ocorrência (RDO) pelo crime de maus tratos. O corpo do pitbull permanece à disposição da perícia, para realização de necrópsia para investigação da causa da morte do animal. G1

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*