Ex-stripper viciada em sexo mata amante durante ato sexual

A ex-stripper Robyn Lindholm, de 46 anos, foi condenada pela justiça australiana essa semana após matar seu amante durante um orgasmo. Ela já cumpria pena de 25 anos de prisão por ter matado outro homem em 2013. Já a segunda vítima identificada como Robyn, George Templeton, era tido como desaparecido desde maio de 2005. 

De acordo com os relatos, a ex-stripper ainda o agrediu com um bastão e aumentou o som da música que ouviam para abafar o som.
De acordo com os relatos, a ex-stripper ainda o agrediu com um bastão e aumentou o som da música que ouviam para abafar o som. (Divulgação)

Em audiências à Suprema Corte australiana, Robyn confessou o crime e revelou como matou George. Segundo os relatos, a ex-stripper agrediu a vítima com um bastão e cortou a sua garganta  e antes disso ela aumentou o som da música que ouviam para abafar o barulho. 

Robyn também disse que dava ordens para que outros amantes matassem outras pessoas para ela. Robyn revelou que mandou um amante matar outro amante mais antigo para que ela pudesse seguir com o novo relacionamento.

Durante o julgamento, um dos juízes ouviu que a ré é “viciada em sexo” e esse foi o motivo da morte do antigo amante.

De acordo com os relatos, a ex-stripper ainda o agrediu com um bastão e aumentou o som da música que ouviam para abafar o som.

De acordo com os relatos, a ex-stripper ainda o agrediu com um bastão e aumentou o som da música que ouviam para abafar o som. | (Reprodução)

De acordo com os relatos, a ex-stripper ainda o agrediu com um bastão e aumentou o som da música que ouviam para abafar o som.

De acordo com os relatos, a ex-stripper ainda o agrediu com um bastão e aumentou o som da música que ouviam para abafar o som. | (Reprodução)

DOL

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*