Estudante fica com o rosto deformado após reação alérgica

A jovem britânica Caitlin Tyson ficou com o rosto irreconhecível depois de uma forte reação alérgica durante um festival de música na Inglaterra. Sua testa, olhos e bochechas incharam rapidamente e a estudante relatou que sentia a cabeça pesada.

De acordo com os seus amigos, que publicaram o caso no Twitter, a jovem estava acampada em uma tenda e a situação foi piorando com o passar das horas. Caitlin chegou a ser  levada para o centro médico do festival, mas lá os enfermeiros apenas aplicaram gelo e envolveram sua cabeça com uma bandagem. No dia seguinte, como a alergia não melhorou, ela decidiu ir até um hospital.

  • antes e depois da reação alérgica

menina com o rosto muito inchado durante o festival

Ao ser atendida, a estudante descobriu que tratava-se de angioedema, um inchaço que atinge a parte mais profunda da pele e os tecidos subcutâneos. As causas podem ser variadas, como reação a remédios, venenos, alimentos, pólen ou pelos de animais. No caso de Caitlin, a suspeita é que o angioedema tenha sido provocado pelo contato com a grama do local.

No Twitter, seus amigos informaram que a jovem foi medicada e passa bem.

Sinais e sintomas

O angioedema costuma ser confundido com urticária e, muitas vezes, as duas manifestações podem ocorrer ao mesmo tempo. A diferença é que, na urticária, acontece o edema da derme superficial, enquanto o edema da derme profunda, do subcutâneo e do trato gastrointestinal é chamado de angioedema.

O inchaço característico de angioedema geralmente ocorre na região dos olhos e dos lábios, mas também pode se manifestar nas mãos, pés, na garganta e até nos órgãos genitais. O problema torna-se grave quando afeta a garganta, pois pode promover um bloqueio nas vias aéreas superiores e inchaço da glote, o que coloca a vida da pessoa em risco.

Os sinais mais comuns do angioedema são:

  • Inchaço geralmente é assimétrico e levemente doloroso;
  • Desconforto respiratório ou obstrução quando acomete as vias respiratórias;
  • Cólicas e ou/diarreia, náuseas, vômitos e dor abdominal quando atinge o intestino.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*