Acusado de matar a namorada pagou velório da vítima com cartão dela

O advogado Aldemir Pessoa está sendo apontado como principal suspeito de atirar e matar a namorada, a empresária Jamile de Oliveira Correia, em Fortaleza, Ceará. Agora, ele também é acusado de ter pagado o velório da vítima com o próprio cartão dela. As informações sobre o pagamento foram confirmadas pela empresa que prestou o serviço ao Sistema Verdes Mares.

O crime ocorreu no dia 31 de agosto. Jamile levou um tiro no peito e as autoridades ainda investigavam as hipóteses de suicídio ou feminicídio. Mas depoimentos sobre constantes agressão de Ademir contra Jamile, levaram a polícia a suspeitar do advogado.

De acordo com o Sistema Verdes Mares, Aldemir pagou R$ 5300 no dia 1º de setembro em um cartão de débito. Ele gravou um áudio, que circulou nas redes sociais, em que convidava as amigas da vítima para o funeral. Ele faz elogios ao lugar da cerimônia, diz que pagou cerca de 5 mil reais e que o “lugar era o que ele merecesse”.

O valor total foi de R$ 5.300, sendo 2 mil pelo aluguel do espaço e o restante pelo serviço da funerária.

O pagamento foi realizado no apartamento de Jamile, mesmo lugar onde ela foi morta. Aldemir pediu que o filho da empresária colocasse a senha para finalizar a transação. 

Agora, o menino se diz inconformado com o uso do dinheiro da mãe e que o suspeito já se valeu diversas vezes da fortuna de Jamile em benefício próprio.

Para o irmão da vítima, seria o “único caso que conheço que o morto paga pelo seu próprio enterro”.

(Com informações de Diário do Nordeste)

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*